terça-feira, 8 de novembro de 2011

Latisse Produto para crescimento dos cílios

Latisse é um produto revolucionário, que chegou ao Brasil em março de 2011, podendo somente ser comercializado com receita médica. Ele é o único medicamento aprovado pelo FDA, nos Estados Unidos, para melhorar o aspecto dos cílios. Latisse é capaz de aumentar os cílios, tornando-os mais longos, grossos e escuros, sobretudo no tratamento de hipotricose, uma condição em que o paciente apresenta poucos cílios.


A origem do Latisse

A substância que faz os cílios crescerem é o bimatoprost.
Existe um colírio chamado Lumigan que foi desenvolvido para reduzir a pressão ocular nas pessoas com Glaucoma. (Glaucoma é uma doença que pode causar perda de visão e danos ao nervo óptico). Na composiçao desse remédio está obimatoprost.

Allergan (mesma empresa que produz o Botox) vem usando o bimatoprost desde 2001, no Lumigan RX, um colírio remédio. Mas, como efeito secundário, foi observado que sua aplicação promove o crescimento de novos cílios juntamente com o aumento no comprimento, espessura e escurecimento deles; tornando-os mais volumosos, longos, grossos e escuros.

A partir dessa descoberta pensou-se em sua utilização na cosmética, como um produto para melhorar a beleza dos cílios. Recebeu a aprovação do Food and Drug Administration (FDA) para a comercialização do LATISSE (com o bimatoprost como ingrediente ativo).

Os Cílios

Os cílios são os pequenos pelos que revestem a borda externa das pálpebras, tanto superior, quanto inferiormente. Têm função de proteger os olhos contra queda de poeira e também são sensíveis ao toque, ajudando no reflexo de fechar os olhos quando da aproximação de algum objeto. Embriologicamente, os cílios se formam entre a 22a e a 26a semanas de gestação. Quando os cílios são retirados, levam cerca de sete a oito semanas para crescerem novamente.



Fotos com o efeito do latisse




Como usar?

Um frasco de Latisse vem com 5ml e 100 aplicadores descartáveis (a cada aplicação deve ser usado um para cada olho), num total de 50 aplicações (uma vez por dia). A Allergan recomenda que o Latisse seja utilizado somente nos cílios superiores, e não nos inferiores. A aplicação é de uma gota para cada lado, sendo que os efeitos devem ser notados realmente após dois mese de aplicação. Importante que a aplicação seja feita mais nos cílios do que na pele, a fim de se evitar alterações na pigmentação da pele.
O efeito máximo do Latisse ocorre após quatro meses, sendo que se o uso for descontinuado, o resultado tende a regredir totalmente ao estado anterior ao tratamento. Após os quatro meses de uso, o paciente não precisa continuar usando Latisse diariamente, basta fazer uma aplicação de manutenção duas ou três vezes por semana.


Pontos positivos

O site oficial do Latisse oferece muita informação, incluindo modo de usar, prováveis efeitos colaterais e como tratá-los.
 A Allergan tem a patente do ingrediente ativo bimatoprosta, aprovado pelo FDA para uso estético.
 O custo do tratamento é de cerca de três reais por dia de aplicação (um tratamento para 50 dias deve custar em torno de R$150,00, segundo informações do fabricante).

Pontos negativos


Vermelhidão dos olhos, prurido (coceira) no local da aplicação, irritação ocular e olhos secos são alguns efeitos colaterais comuns ao uso de Latisse.
Alguns usuários relataram escurecimento da pele no local da aplicação, também pode causar escurecimento na cor dos olhos..
Casos de queda dos cílios podem ser decorrentes de reação alérgica. Caso isso ocorra, o produto deve ser descontinuado e deve-se procurar o médico.
Pode-se demorar muito para ver os resultados, como os quatro meses de efeito máximo do produto.
Uma vez que você suspende o uso do Latisse, seus cílios imediatamente retornam ao estado de antes do tratamento.

Outros usos possíveis do Latisse

Além daqueles que usam Latisse para aumentar os cílios, existem algumas pessoas que já estão testando por conta própria o uso do Latisse em outras duas situações: falhas nas sobancelhas e calvície. Há relatos de sucesso com o uso de uma gota de latisse nas falhas das sobancelhas, porém nenhum estudo conclusivo foi conduzido. O mesmo vale para aqueles que têm utilizado Latisse no couro cabeludo. Somente dois medicamentos são aprovados pelo FDA para esse propósito: minoxidil e finasterida.


A ação do Latisse nos Pelos

Da mesma forma que a finasterida e o minoxidil, o Latisse não tem a capacidade de restaurar um folículo piloso que já morreu. Assim, ele todos agem encorpando e escurecendo os folículos pilosos existentes, diminuindo a chance de morrerem precocemente. A cirurgia de implante capilar evoluiu de um modo espetacular, mas pode ainda, em alguns casos, deixar a desejar no quesito naturalidade. Resta, dessa forma, uma única esperança para os cabelos perdidos: a clonagem de cabelos, que, segundo o artigo descrito acima, ainda está na fase de pesquisa.


Custo

Aparentemente aqui ele custa menos que nos Estados Unidos, quando comparamos tratamentos para o mesmo período (50 dias). Mas, quando ouvi dizer que uma pessoa começou a testar em casa pingar três gotas em cada lado das têmporas por dia, calculei e cheguei à conclusão de que isso poderia ficar caro demais: 
um frasco contém 5 ml. Um ml contém 20 gotas. Um frasco, de 100 gotas, daria para cerca de 15 dias de tratamento no couro cabeludo, totalizando R$10,00 por dia e R$3.650,00 por ano, lembrando que se o tratamento for suspenso, o resultado volta à estaca zero.
Dessa forma, acredito que o Latisse deve ser utilizado como recomenda a Allergan: somente nos cílios das pálpebras superiores.

Resumindo

Funciona para aumentar os cílios? Sim, mas alguns pacientes precisam descontinuar seu tratamento e acabam perdendo o investimento.
É seguro? Sim.
O que se deve ter em mente? Você estaria disposto a usá-lo para sempre, ou pelo menos até descobrirem a clonagem de pelos ou algum outro tratamento mais definitivo?

Estudo feito por Dr. Walter Zamarian Jr. – Cirurgião Plástico – Membro das Sociedades Brasileira e Americana de Cirurgia Plástica



Nenhum comentário:

Postar um comentário